domingo, 20 de abril de 2014

Os campos de tulipas no país das flores e das bicicletas

Campos de tulipas na Holanda. Fonte.

As cores vívidas dos campos de tulipas são uma visão típica na Holanda durante a primavera. Variando entre o vermelho vivo, o amarelo e o rosa, os campos de tulipas formam paisagens de beleza estonteante, que encanta o visitante.

Homens trabalhando em campos de tulipas. Fonte.
A época de florescimento das tulipas vai de Março até a segunda semana da Maio, dependendo das variações meteorológicas. Assim, a melhor época para conhecer os campos de tulipas da Holanda é a partir da terceira semana de abril.

Campos floridos em múltiplas cores. Fonte.
As regiões mais conhecidas com campos de tulipas ficam entre as cidades de Leiden e Den Helder. Outros campos também muito conhecidos situam-se perto de Enkhuizen e na província de Flevoland. Nessas regiões, são oferecidos tours de carro, bicicleta ou a pé para os turistas.

As vistas aéreas dos campos de tulipas formam padrões que lembram tramas de tecidos. Fonte.
Um passeio de bicicleta - outra marca registrada da Holanda - pelos campos de tulipas oferecerá ao visitante a oportunidade de encantar-se também com os tradicionais moinhos de vento, em contraste com os modernos geradores eólicos.

Fazenda de tulipas na Holanda. Fonte.
Campo de tulipas e um tradicional moinho de vento holandês. Fonte.
Turbinas eólicas geram a energia para as modernas fazendas de tulipas holandesas. Fonte.

sábado, 19 de abril de 2014

Um caiaque em Outlet Falls - EUA

Cauaque enfrentando queda de 20 metros em Outlet Falls - EUA. Fonte.

Outlet Falls, no estado americano de Washington, é uma queda d'água de 20 metros de altura localizada no ponto em que o córrego Outlet irrompe de um canyon de inclinação suave em uma imensa bacia formada pela erosão provocada pelo córrego ao abrir passagem para o Cânion Klickitat. As águas do córrego são normalmente bastante barrentas.

Na fotos deste artigo, veja o caiaque do jovem Evan Garcia se precipitar desde o topo da cachoeira nas águas geladas de Outlet Falls.

O início da queda do caiaque em Outlet Falls. Fonte.

Difícil acreditar que alguém se submeta a esse risco por vontade própria! Fonte.

O caiaque emerge da queda e o canoista está ileso! Fonte.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Navio e nuvem no Mar Negro, costa da Crimeia

Quem é fã de fotos de paisagens certamente conhece a National Geographic, publicação conhecida pelo seu espetacular trabalho de documentação fotográfica do mundo em que vivemos.

A National Geographic mantém um concurso anual de fotografias que sempre resulta em uma galeria de fotos espetaculares, para deixar qualquer um boquiaberto. Por exemplo, a foto abaixo foi selecionada no concurso do ano de 2010.

Nuvem e navio no Mar Negro, costa da Crimeia. Fonte.
É difícil não se impressionar com as dimensões "diminutas" do navio em comparação com a força da Natureza que se aproxima.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Hokkaido - o Japão transbordante de natureza e vida selvagem


Campo florido em Hokkaido. Fonte.

Hokkaido é a ilha localizada mais ao norte do arquipélago do Japão. Enquanto o restante do país se caracteriza por grandes centros urbanos altamente industrializados e com grande concentração populacional, Hokkaido tem imensos espaços abertos e uma rica paisagem natural.
Lago Chimikeppu em dia de sol. Fonte.

Os invernos rigorosos fazem de Hokkaido um importante centro de esportes de inverno, dispondo das melhores regiões de esqui de toda a Ásia e instalações hoteleiras de classe mundial.

Árvore em campo nevado. Fonte.


O terreno plano e amplo faz de Hokkaido o "celeiro" do Japão, sendo uma região importante para a produção de arroz, verduras e laticínios.

Árvore no campo. Fonte.


As florestas cobrem cerca de metade da área de Hokkaido, uma região notável pela vida selvagem e pelas matas virgens.

Hokkaido: mar, montanha e belíssimas paisagens. Fonte.
Neve, floresta, pôr-do-sol em Hokkaido, Japão. Fonte.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Crater Lake: águas cristalinas inteiramente renovadas pela chuva e pela neve

O Crater Lake exuberante em sua cor azul sob o céu de verão. Fonte.

O parque nacional de Crater Lake, localizado no estado do Oregon, tem como principal atração o "lago da cratera", notável pela cor intensamente azul de suas águas cristalinas.

A "cratera" que dá nome ao lago é, na verdade, uma "caldeira vulcânica", isto é, uma imensa depressão formada pelo colapso de um vulcão milhares de anos atrás. Vale lembrar que a ilha de Santorini, apresentada aos leitores deste blog em artigo anterior, é parte das "bordas" de uma caldeira vulcânica localizada no Mar Egeu.


Visão panorâmica da caldeira vulcânica do Crater Lake. Fonte.

Com profundidade de até 655 metros, o Crater Lake é o lago mais profundo dos Estados Unidos e, dependendo do critério de medição, fica entre o sétimo e o nono lugar na lista dos lagos mais profundos do mundo.

Um aspecto interessante é que esse lago não recebe água de rios: toda a sua água é reposta por um perfeito equilíbrio entre evaporação e precipitação, que permite sua inteira renovação a cada 250 anos.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Central Park: fotogênico em todas as estações

O Central Park é um dos muitos lugares-símbolos da cidade de Nova Iorque, a "Big Apple". Ocupa uma área de 3,4 km², no coração do distrito de Manhattan, e é o parque urbano mais visitado dos Estados Unidos.
Central Park: vista aérea no verão novaiorquino. Fonte da imagem

O Central Park foi projetado pelo arquiteto e paisagista Frederick Law Olmsted e pelo arquiteto Calvert Vaux em 1858, vitoriosos em um concurso de projetos para o design do parque.
Os tons avermelhados dominam o Central Park durante o outono. Fonte da imagem

O Central Park recebe anualmente 35 milhões de visitantes e o orçamento anual de manutenção se situa perto dos 40 milhões dólares.
Conforme o outono avança em direção ao inverno, os amarelos e laranjas cedem espaço à alvura da neve. Fonte da imagem

O parque como um todo é uma imensa obra de paisagismo inteiramente projetada pelo homem: por mais que os lagos e bosques pareçam naturais, tudo o que se encontra no Central Park foi cuidadosamente planejado.
Central Park vestido de branco durante o rigoroso inverno novaiorquino. Fonte da imagem
O Central Park conta com um grande número de atrações para os visitantes, incluindo trilhas de caminhada, rinks de patinação no gelo, um zoológico, um jardim botânico, um santuário de vida selvagem, um bosque, pista de corrida, anfiteatro e muitas outras.
Central Park exuberante na profusão de cores da primavera. Fonte da imagem.

Como forma de promoção da arte, o Central Park contém um total de 29 esculturas de grandes artistas, a maioria das quais foram doadas por pessoas e instituições privadas.
O verde domina o ambiente durante o quente verão de NY. Fonte da imagem.

A flora do Central Park é extremamente variada, com um total superior a 25 mil árvores.
As luzes fortes do verão no Central Park. Fonte da imagem

É claro que um ambiente tão especial como o Central Park é intensamente fotografado pelos seus milhões de visitantes. Na galeria desta postagem, selecionamos os registros de suas cores nas várias estações do ano, para mostrar ao nosso visitante que, além de tudo, é um local extremamente fotogênico seja qual for a estação!

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Santorini: a melhor ilha do mundo (Grécia)

Fonte da imagem
Santorini é uma ilha ao sul do Mar Egeu a cerca de 200 km da costa da Grécia.

Fonte da imagem
É maior ilha do arquipélago de Santorini, formado por uma violenta explosão vulcânica.

Fonte da imagem

A economia de Santorini é baseada principalmente no turismo, especialmente nos meses de verão, tendo sido nomeada "a melhor ilha do mundo" pela BBC.

Fonte da imagem
A combinação de paisagem natural exuberante com a arquitetura perfeitamente integrada à paisagem fazem da visita a Santorini uma experiência única, inesquecível.
Fonte da imagem